Home » Prevenção » Tratamento capilar a laser: Como funciona?
Tratamento capilar a laser

Tratamento capilar a laser: Como funciona?

Os tratamentos a laser têm vindo a ser alvo de uma crescente popularidade no decorrer dos últimos 30 anos. Isto deve-se ao facto de apresentarem um nível de versatilidade extremamente impressionante, que lhes permite actuar eficazmente no tratamento de uma enorme diversidade de problemas. Ainda que sejam mais conhecidos pelo seu papel no processo de eliminação permanente de pêlos, a realidade é que o laser pode, também, fomentar o crescimento de novos fios de cabelo, podendo assim ser utilizado como um poderoso tratamento capilar de combate à calvície.

O laser de baixa potência, adoptado neste tratamento capilar, já há várias décadas que é utilizado no processo de cicatrização de feridas. Durante esses procedimentos, notou-se que era comum o crescimento de pêlos mais grossos na região de aplicação do laser, o que levou a que a comunidade cientifica começasse a estudar a possibilidade de utilização do laser de baixa potência para o tratamento da queda de cabelo.

Em que consiste o tratamento capilar a laser?

A potência do laser utilizado no tratamento capilar vai de  1 a 500 miliwatts(mw), originando assim o aquecimento dos tecidos sem causar qualquer tipo de dano térmico na zona onde o laser é aplicado. Apesar dos receios, de acordo com os estudos efectuados até à data, este tratamento não exerce nenhum tipo de efeito cancerígeno ou ionizante nos tecidos, sendo, por isso, considerado perfeitamente seguro para qualquer tipo de pessoa.

Como funciona?

O tratamento capilar a laser actua através de um processo conhecido como Bioestimulação, que consiste, essencialmente, na estimulação metabólica das células, potenciando assim o crescimento e fortalecimento dos pêlos. O laser de baixa potência apresenta, também, a capacidade de activar a microcirculação arterial, favorecendo, dessa forma, o nutrimento das células e o incremento do fluxo de oxigénio para as mesmas. Ao fomentar o aumento da síntese proteica também é possível através deste tratamento reduzir significativamente a inflamação.

 Tipos de laser

Hoje em dia existem diversos lasers que podem ser utilizados neste tipo de tratamento capilar. sendo um dos mais comuns o Laser DIODO, com uma potência de 5 mw. Existem, também, alternativas portáteis, conhecidas como “escovas laser”, que permitem a aplicação individual por parte do próprio utilizador. Geralmente, este tratamento costuma ser efectuado cerca de 3 vezes por semana em sessões de 15 minutos, durante um período que poderá variar entre os 3 e os 6 meses.

Este tratamento capilar não costuma apresentar quaisquer tipos de efeitos colaterais e é totalmente indolor para o utilizador. Quando levado a cabo correctamente, este tratamento promove, não só o recrescimento, como também o fortalecimento dos cabelos.

Eficácia

Uma vez que actua na raiz ainda “viva”, este procedimento revela-se mais eficaz no tratamento de queda de cabelo em graus iniciais e intermediários, não sendo, por isso, muito eficiente na recuperação capilar em graus mais avançados. Apesar dos resultados descritos por muitos utilizadores revelarem-se bastante favoráveis, indicando, não só o crescimento de novos fios de cabelo, como também o seu fortalecimento, ainda não existem evidências conclusivas da eficácia deste tratamento, não sendo, por isso, considerado como uma alternativa 100% eficaz para a cura definitiva da calvície.

Veja também

O stress e a queda de cabelo

O stress e a queda de cabelo

Já há muito que o stress é reconhecido como sendo uma das principais causas da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *